Revista Gestor     Usuário: Senha:  

Perito médico é preso em Nazaré (BA)

Fonte:Tribunal Superior do Trabalho - 04-08-2022

Terceira fase da operação Pinel foi deflagrada, na manhã desta quinta-feira (4), em Nazaré, no estado da Bahia. Durante a ação, um perito médico federal foi preso preventivamente por suspeita de fraude na concessão de benefícios previdenciários. A ordem foi expedida pela 2ª Vara Federal de Salvador (BA).

As investigações constataram fortes indícios de reiteração criminosa por parte do servidor, que já havia sido investigado nas fases anteriores da operação Pinel. No entanto, ele continuou manipulando/direcionando as perícias médicas, em desacordo com as normas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

O valor do prejuízo apurado com as fraudes nas três fases da operação supera a ordem de R$ 60 milhões, relativos a mais de mil benefícios previdenciários fraudulentos. A primeira e segunda fases foram deflagradas no ano de 2019, 31 de julho (Pinel I) e 16 de dezembro (Pinel II).

O perito médico preso já tem denúncia registrada pelo Ministério Público Federal em face das outras fases da operação PINEL e, se comprovada a atuação ilícita, responderá pelos crimes de estelionato previdenciário, falsidade ideológica, uso de documento falso, corrupção passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Se somadas, as penas ultrapassam 30 anos de prisão.

 

 

Boletim de Direito Público!
Revista Gestor - edição n 32!
Fonseca & Bessa Advocacia - Consultoria jurídica especializada em Gestão de Direitos Público.
Grifon Brasil