Revista Gestor     Usuário: Senha:  

MJ e Segurança Pública auxilia operação em dez estados contra narcotráfico e lavagem de dinheiro

Fonte:Governo Federal do Brasil - 22-06-2022

Brasília 22/6/22 - A Operação Pegasus, deflagrada pela Polícia Civil do Rio Grande do Sul, na quarta-feira (22), desarticulou uma organização criminosa envolvida com narcotráfico e lavagem de dinheiro em dez estados brasileiros.
 
Os primeiros indícios da rede de criminosos foram identificados no Rio Grande do Sul, mas as ações ilegais foram realizadas em diferentes regiões do país e movimentaram R$348 milhões no período de um ano. “Uma atuação importante da Polícia Civil para combater ações criminosas que têm origem regional e se espalham pelo Brasil. Para isso, as polícias contam com o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública”, comentou o ministro Anderson Torres.
 
A investigação conduzida pela Polícia Civil indicou que duas facções gaúchas, em associação a uma grande organização criminosa paulista, comercializavam drogas ilegais e integravam uma rede nacional de lavagem de dinheiro do narcotráfico interestadual. Segundo o delegado Adriano Nonnenmacher, da Delegacia de Repressão aos Crimes de Lavagem de Dinheiro do Departamento Estadual de Investigações do Narcotráfico (Denarc) da Polícia Civil-RS, foram cumpridas mais de 500 medidas cautelares no decorrer da apuração. A partir das informações levantadas, foram executados 63 mandados de busca e 21 prisões.
 
A Operação Pegasus conta com a participação de 400 policiais civis no Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Goiás, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Bahia, Rondônia e Amazonas. Além da atuação integrada das Polícias Civis, a ação foi realizada com o apoio operacional da Secretaria de Operações Policiais Integradas (Seopi) do MJSP, por meio do Projeto M.O.S.A.I.C.O.

Boletim de Direito Público!
Revista Gestor - edição n 32!
Fonseca & Bessa Advocacia - Consultoria jurídica especializada em Gestão de Direitos Público.
Grifon Brasil